jump to navigation

A mesa de Banquete do Rei julho 21, 2010

Posted by christietristao in Uncategorized.
3 comments

Mt 22:1-13“Jesus lhes falou novamente por parábolas, dizendo:”O Reino dos céus é como um rei que preparou um banquete de casamento para seu filho.Enviou seus servos aos que tinham sido convidados para o banquete, dizendo-lhes que viessem; mas eles não quiseram vir.”De novo enviou outros servos e disse: ‘Digam aos que foram convidados que preparei meu banquete: meus bois e meus novilhos gordos foram abatidos, e tudo está preparado. Venham para o banquete de casamento! ’”Mas eles não lhes deram atenção e saíram, um para o seu campo, outro para os seus negócios.Os restantes, agarrando os servos, maltrataram-nos e os mataram.O rei ficou irado e, enviando o seu exército, destruiu aqueles assassinos e queimou a cidade deles.”Então disse a seus servos: ‘O banquete de casamento está pronto, mas os meus convidados não eram dignos.”Vão às esquinas e convidem para o banquete todos os que vocês encontrarem’.Então os servos saíram para as ruas e reuniram todas as pessoas que puderam encontrar, gente boa e gente má, e a sala do banquete de casamento ficou cheia de convidados.”Mas quando o rei entrou para ver os convidados, notou ali um homem que não estava usando veste nupcial.E lhe perguntou: ‘Amigo, como você entrou aqui sem veste nupcial? ’ O homem emudeceu.”Então o rei disse aos que serviam: ‘Amarrem-lhe as mãos e os pés, e lancem-no para fora, nas trevas; ali haverá choro e ranger de dentes’.

Hoje pela manhã em conversa com um amigo, ele me disse que havia tido um sonho comigo e neste sonho eu estava diante de uma enorme mesa de banquete. Sai então para a uma caminhada, fui meditar a respeito deste sonho, e então esta passagem bíblica saltou em meu coração.

Em primeiro lugar como é importante sermos cheios da palavra, pois ela se torna inerente a nossa vida e sempre que necessário é despertada em nossa mente pelo Espírito.  Em segundo lugar, tudo o que o Senhor nos comunica está sempre alinhado com Sua palavra.

Voltando ao texto bíblico acima citado, gostaria de pontuar algumas questões importantes:

  • Um banquete está preparado, e o Rei envia seus servos a levar o convite.
  • Existe um lugar especial preparado nesta mesa de banquete do Rei para todos.
  • Muitos são convidados, mas não aceitam este convite.
  • O Rei não desiste e envia seus servos novamente, ou seja, ele dá uma segunda chance.
  • Mesmo assim, diante de um segundo convite, devido à suas ocupações e negócios os convidados se negam a aceitar o convite do Rei.
  • Outros convidados alem de não aceitarem o convite, maltratam e matam os servos do rei.
  • O rei então diz aos seus servos que aqueles convidaram não eram dignos deste convite, e os envia novamente às esquinas e os instruiu a trazer todos àqueles que forem encontrados.
  • Então a sala ficou cheia de convidados,porém dentre eles um deles não estava devidamente vestido para a festa e este foi posto para fora.
  • Trazendo esta passagem para uma aplicação nos dias de hoje, sabemos que este banquete na presença do Rei está pronto, e que ele tem enviado seus servos a convidar pessoas para participar deste banquete. Porém o orgulho, a ocupação com os cuidados desta vida, tem sido motivo para muitos não corresponderem com este convite honroso de participar desta festa na presença do Rei.
  • De que maneira estamos respondendo a este convite, e se respondemos sim será que estamos devidamente vestidos para participar desta festa na presença do Rei?
  • Será que os cuidados desta vida, as nossas preocupações, o nosso trabalho, projetos e sonhos tem nos impedido de responder SIM ao convite do Rei?

Existe um lugar especial na mesa de banquete do Rei, está tudo pronto, e aí qual é a nossa resposta a este convite hoje?

“Pois muitos são chamados, mas poucos são escolhidos”. Mt 2:14

Reunidos em nome do Senhor… julho 13, 2010

Posted by christietristao in Uncategorized.
10 comments

Sempre que abrimos o nosso coração para ouvir a voz de Deus, Ele fala. Quando nos submetemos ao Reino de Deus em nossas vidas, isto implica em renunciar a nossa própria vontade e nos sintonizarmos com Sua vontade e propósitos. O versículo que saltou ao meu coração hoje logo pela manhã: “Que venha o Teu Reino e seja feita a Tua vontade.” Mt 6:10

Com esta disposição de coração fui à uma caminhada uma praça mais uma vez.

A grandeza e beleza do cristianismo, é a experiência diária de uma vida orgânica verdadeira, conduzida por um Deus vivo que flui em nós, nos fala , nos conduz, e constantemente está escrevendo uma carta viva em nosso corações. Universo infinito e eterno a nós revelado  em todo o tempo. “Aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória;” Cl 1:27 É maravilhoso a oportunidade de viver constantemente em estado do conhecimento e revelação do Deus eterno.

Voltando à praça, Deus falou comigo através de uma cena interessante e eu gostaria de compartilhar com você um pouco desta experiência.

Cena: um Pai fazendo cooper acompanhado de sua filhinha (provavelmente uns seis anos de idade). Imagine a diferença do ritmo de corrida de um adulto para uma criança. Continuando a cena, o pai as vezes ia à frente, mas não perdia de vista a filha, as vezes ele diminuía o ritmo, para acompanhá-la, e derrepente ela começava a correr um pouco mais rápido e passava o pai que já estava andando para se sintonizar com o ritmo dela. Em alguns momentos os dois equiparavam e ia bem juntos.

Ao acompanhar por alguns minutos esta dupla (Pai e filha), o Senhor me chamou a atenção para duas coisas: 1. O olhar do Pai sempre acompanhando a filha. 2. A adequação do seu ritmo ao dela.

Diante disto, fiquei pensando na postura do ministro de louvor diante da congregação. Quantas vezes quando estamos nessa função impomos um ritmo inadequado às pessoas simplesmente baseados no que pensamos ser o melhor.

Creio que a postura do ministro é a de ser um facilitador. Nós ministros precisamos entender que na grande congregação existem pessoas que estão em estágios diversos em sua caminhada com Deus. Alguns já podem correr mais rápido, outras estão no início da caminhada e por isso caminham bem devagar. Muitas vezes é necessário compreender o ritmo do povo e nos adequar, com o propósito de alcançarmos juntos o mesmo alvo. Quantas vezes perdemos a congregação porque queremos impor um ritmo pessoal, baseados na experiência individual. Eu sei que além de facilitadores somos influenciadores, e só influenciaremos baseados em uma experiência pessoal. Porém quando nos reunimos é necessário que estejamos fluindo em sintonia de coração como um todo.

Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mt 18:20 Quando nos reunimos ,o nosso alvo é a presença de Deus, por isso, precisamos entender que há a necessidade de nos sintonizarmos uns com os outros e então estaremos sintonizados com o coração de Deus, funcionando como um organismo vivo “Corpo de Cristo”.

Que o Senhor nos dê sensibilidade, discernimento e sabedoria para compreendermos de que maneira subiremos juntos ao monte do Senhor.

O ritmo de Deus julho 5, 2010

Posted by christietristao in Uncategorized.
11 comments

Já faz algum tempo que eu estive planejando iniciar um exercício físico diário, com o propósito de melhorar o meu condicionamento  físico e com certeza cuidar da saúde.

Quarta feira da semana passada o tão esperado dia chegou! Acordei cedo, tomei um bom café da manhã, coloquei uma roupa adequada, selecionei algumas canções inspiradoras e fui com todo o ânimo para uma praça muito agradável que tem perto da minha casa. (Praça da Liberdade –nome sugestivo hein?!)

Iniciei a jornada com uma subida de três quadras um pouco íngremes (já que em BH existem muitas ladeiras.rsrs) e ao chegar na praça já com os batimentos cardíacos bem acelerados,  fiz um alongamento básico e depois dividi o tempo entre corrida e caminhada. Ufa! Foi maravilhoso!! O céu estava azul, algumas árvores estavam floridas com cachos de flores cor-de-rosa, as canções que eu havia escolhido foram muito edificantes.

Porém ao fim da caminhada comecei a sentir umas dores na minha perna esquerda, (que segundo o meu marido eu estava tirando a ferrugem das juntas.rsrsrsrs )Naquele mesmo dia, eu comecei a mancar da perna esquerda e tive que ficar alguns dias mais parada para recuperação de uma distensão muscular.rsrsrs

Recuperada depois de alguns dias, hoje resolvi retornar ao eu objetivo anterior porém tive que estabelecer um ritmo diferente para as coisas. Neste ponto ,Deus começou a falar ao meu coração a respeito de algumas questões bem simples, mas extremamente importante mediante as quais podemos tirar algumas lições, e dentro disto eu gostaria de compartilhar um pouco com você.

Estamos percorrendo uma jornada aqui na terra, e por isso precisamos discernir o ritmo de cada estação da nossa vida. A palavra de Deus nos diz em Eclesiates 3:1 – “ Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” Devemos entender que se estamos percorrendo uma jornada, ou seja, um longo caminho, não podemos iniciar com um ritmo de uma corrida de 100 metros, mas precisamos de uma estratégia e preparação para iniciarmos com um ritmo que nos permite chegar até o fim. O problema é que talvez pelo pensamento dessa era, tudo é pra ontem, e as vezes temos a sensação de que vinte e quatro horas do dia não é suficiente para realizarmos tudo o que planejamos. Vivemos num momento em que o senso comum é de uma corrida de100 metros, mas não podemos nunca nos esquecer de que estamos prosseguindo para um alvo eterno. Filipenses 3:14 “Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.O ritmo do início da jornada, define se iremos chegar ao fim ou não”.

Nos é necessário entender qual é o ritmo de Deus para cada parte desta jornada, cada um de nós é um indivíduo único e nem todos tempos o mesmo ritmo embora caminhemos juntos como um só corpo. Eu me lembrei aqui também, que o meu incentivo para a corrida do primeiro dia, foi o fato de que o meu marido já está correndo há algum tempo, ou seja, me senti pronta para entrar no ritmo dele. Cada  um de nós tem um ritmo especifico, estabelecido por Deus. Se realmente quisermos chegar até ao fim nesta jornada, precisamos discernir e aplicar o ritmo de Deus, pois o nosso lugar é no centro da vontade Dele.

E aí podemos questionar: Como discernir este ritmo? Somente compreendemos o ritmo de Deus, se caminhamos com Ele lendo as “placas sinalizadoras”que Ele mesmo coloca em nosso caminho.

É necessário avançar, não podemos viver em atrofia espiritual, porém nunca nos esqueçamos que tudo o que se inicia muito rápido e sem preparo adequado não vai até o fim. Fazendo um paralelo com uma maratona, que não sejamos como aqueles que tem uma explosão inicial somente para puxar o filão, mas aqueles que largam na frente porém conscientes de que a sua largada poderá definir o cumprimento do seu propósito.

E que um dia todos nós possamos declarar essa palavra tão linda! 2Timóteo 4:7 – “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.

Que o Senhor nos abençoe e nos capacite a chegar até o fim.