jump to navigation

O plano vertical e horizontal da cruz. junho 27, 2008

Posted by christristao in Uncategorized.
trackback

RELACIONAMENTOS – Plano Vertical / Plano Hoizontal

• O Homem foi gerado por Deus para ser um indivíduo relacional. Desde o princípio da criação isto está muito claro. Deus criou o homem para relacionar-se com Ele (vertical), e uns com os outros (horizontal).

  Gn 2: 18 – “  Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea.”
  Gn 3:8 “ Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim.”

• Com o pecado essa comunhão foi quebrada e somente reconstruída na cruz de Cristo (plano vertical e horizontal).

  Ef 2:13-   – “Mas agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo derrubado a parede da separação que estava no meio, a inimizade, aboliu na sua carne a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse em si mesmo um novo homem, fazendo a paz, e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus com intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade. E vindo evangelizou paz a vós outros que estáveis longe, e paz também aos que estavam perto; porque por ele, ambos temos acesso ao Pai em um Espírito.”

• A comunhão que temos com Deus resulta em comunhão com os homens. Uma vida de adoração é uma vida de relacionamento com Deus e obediência, e o maior mandamento de todos é:

  Mc 12:28-33 – “ Chegando um dos escribas, tendo ouvido a discussão entre eles, vendo como Jesus lhes houvera respondido bem, perguntou-lhe: Qual é o principal de todos os mandamentos? Respondeu-lhe Jesus: O principal é: Ouve, ó Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor! Amarás, pois, o Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força. O segundo é: amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes. Disse-lhe o escriba: Muito bem Mestre e com verdade disseste que ele é o único, e não há outro senão ele, e que amar a Deus de todo o coroção e de todo o entendimento e de toda a força, e amar ao próximo como a si mesmo excede a todos os holocaustos e sacrifícios.”

 

O que é relacionamento? É capacidade do ser humano de se interargir com Deus e com
os Homens.

 “Quando observamos uma pessoa feliz, bem casada, com filhos e amigos de todos, com um ministério frutífero, gostaríamos de ser assim e que todos fossem assim também. E se olharmos bem, vamos ver que por trás deste “sucesso” na vida, na família e ministério estão os relacionamentos. Da mesma forma quando olhamos pra alguém destruído, frustrado,com a família desordenada, ministério com problemas, vemos que por trás estão também relacionamentos mal fundamentados.
Nos relacionamentos bem estruturados está a chave para a vitória na vida, para a continuidade, perseverança, estrutura no lar, segurança dos filhos e prosperidade. Relacionamentos mal estruturados impedem o desenvolvimento pleno de qualquer área na vida de um discípulo de Cristo.”                                 
                                                                                                                          Asaph Borba

  Pv 18:1 “Aquele que se separa e se isola (de Deus e dos homens), busca seu próprio desejo (interesse) e insurge-se contra a verdadeira sabedoria.”

 
  A base que sustenta os nossos relacionamentos é o amor de Deus fluindo em nós e através de nós. 1Co 13 O amor é : paciente, benigno, não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal, não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade, tudo sofre, tudo crê, tudo suporta, jamais acaba.

 

 

Níveis de relacionamento
1.           Relacionamento com Deus –  o nosso relacionamento com
Deus é a base dos nossos relacionamentos com os outros. Os discípulos de Jesus são seus imitadores, ou seja, andam assim como ele andou. Quando nos relacionamos com Deus conhecemos o verdadeiro amor, que nos capacita a amar verdadeiramente pois ele é amor. E o amor tudo suporta.

  1Jo 2: 3-11  – “Ora, sabemos que o temos conhecido por isto: se guardamos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu o conheço, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade. Aquele entretanto, que guarda a sua palavra, nele verdadeiramente tem sido aperfeiçoado o amor de Deus. Nisto sabemos que estamos nele: aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como ele andou. Amados não vos escrevo mandamento novo, senão mandamento antigo, o qual desde o princípio tivestes. Esse mandamento antigo é a palavra que ouvistes. Todavia, vos escrevo novo mandamento, aquilo que é verdadeiro nele e em vós, porque as trevas se vão dissipando e a verdadeira luz já brilha. Aquele que diz estar na luz e odeia a seu irmão até agora está nas trevas. Aquele que ama a seus irmão permanece na luz e nele não há nenhum tropeço. Aquele porém que odeia a seu irmão está nas trevas, e anda nas trevas e não sabe aonde vai, porque as trevas lhe cegaram os olhos.”

        2.     Relacionamento com a família –  a família é a base dos nossos relacionamentos sociais, pois, o nosso caráter é forjado dentro de casa, em um ambiente de conflito e ao mesmo tempo acolhimento. A família é um projeto de Deus, onde vivenciamos e compreendemos uma aliança de sangue e amor. No pensamento do mundo hoje a família é uma instituição falida, e com certeza a família tem sido atacada violentamente ao longo dos anos pelo diabo. Ele sabe que se destruir essa estrutura, ele destrói vidas. Mas o Senhor nos promete uma restauração.

  Gn 2: 18 – “  Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea.”
  Sl 68:6 –“ Deus faz que o solitário more em família; tira os cativos para a prosperidade; só os rebeldes habitam em terra estéril.”
  Ml 4: 6 – “ ele converterá os coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha e fira a terra.”

3.      Relacionamento com a igreja – Em Cristo nos tornamos filhos de Deus, e consequentemente irmãos de uma mesma família. Nesta família nos relacionamos com nossos líderes (nível de autoridade e submissão), e nossos irmãos em Cristo em geral  (preferindo em honra uns aos outros e dando suporte).

  Hb 13:17 – “ Obedecei aos vossos guias, e sede submissos para com eles; pois velam por nossas almas, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a voz outros.”

  1Ts 5: 12-13 – “ Agora vos rogamos, irmãos, que acateis com apreço os que vos presidem no senhor e vos admoestam; e que os tenhais com amor em máxima consideração, por causa do trabalho que realizam. Vivei em paz uns com os outros.”

  Rm 12:10 – “ Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.”

  Gl 6:2 – “Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo.”

 

4.         Relacionamento com o mundo – apesar de não sermos mais deste mundo, nos interagimos com pessoas que não são nossos irmãos em Cristo . Temos uma missão aqui na terra que é a de fazer diferença e sermos proclamadores do Evangelho do Reino. Mc 16:15 “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura.”

  Jo 17:14-   – “ eu lhes tenho dado a tua palavra, e o mundo os odiou, porque eles não são do mundo, como também eu não sou. Não peço que os tire do mundo; e sim que os guarde do mal. Eles não são do mundo como também eu não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo.
  Mt 5:14-16 – “ Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre o monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.”

 

  Quando os nossos relacionamentos são fundamentados e estabelecidos a partir do nosso relacionamento com Deus, a igreja do Senhor será edificada e o mundo conhecerá o amor de Deus. A verdadeira unidade é gerada em Deus para que o mundo creia.

  Jo 17: 22 – “ Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós o somos; eu neles e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste, e os amaste como também amaste a mim.”
                                                                                               Christie Tristão.

 

 

 

 

 

 

 

 

About these ads

Comentários»

1. CLAUDIA-RJ - agosto 8, 2008

Eu preciso entender melhor o que é plano vertical e horizontal, ainda não alcancei esse entendimento… Chris, você poderia me esclarecer sobre esse assunto?

2. Katy - outubro 8, 2011

Ótimo!!!!!!!!!!!!
Sempre pensei desta forma!!! Toda nossa vida é baseada na qualidade do nosso relacionamento com Deus!! Muito obrigada pelo esclarecimento através deste estudo!!

3. edson ferreira de carvalho - julho 14, 2013

Bastante esclarecedor,que Deus continue a abençoar a vida e o ministério de cada um de vocês.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 33 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: